O Ministério da Agricultura publicou nesta terça-feira (03/01), no Diário Oficial portaria criando um grupo de trabalho (GT) para elaborar proposta de organização do Sistema Nacional de Emergências Agropecuárias. A ideia, diz o ministério em nota, é dar mais agilidade no atendimento de situações inesperadas que possam afetar a produção agropecuária brasileira.

A missão da equipe, a ser composta por especialistas em defesa agropecuária, é definir as diretrizes para capacitação de técnicos, reconhecimento de pragas e doenças e a mobilização imediata em casos de emergência. "Temos que estar preparados para diagnosticar e agir rapidamente quando casos como o da febre aftosa, por exemplo, ou o aparecimento de novas doenças aconteçam", disse o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel.

Para ele, o Sistema Nacional de Emergências Agropecuárias garante mais eficiência ao país na área de sanidade animal e vegetal, evitando que pragas e doenças tragam prejuízos econômicos e fechem mercados potenciais à produção brasileira.A proposta de organização do Sistema Nacional de Emergências Agropecuárias deverá ser apresentada pelo grupo em 90 dias. Se houver necessidade, o prazo poderá ser ampliado.

Fonte: Globo Rural